Social Icons

1

terça-feira, 20 de maio de 2014

As Epístolas às Igrejas

As Epístolas às Igrejas
Romanos, I e 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, I e 2 Tessalonicenses
A ordem destas Epístolas na nossa Bíblia é a mesma ordem que todos os manuscritos velhos achados em qualquer parte do mundo têm. A ordem cronológica seria diferente que a ordem que elas aparecem na Bíblia. A ordem cronológica que refere a data aproximada que elas foram escritas seria nesta ordem (Baxter):
 


Livro
Lugar
Tempo


1 Tessalonicenses
Corinto 
52-53 d.C.


2 Tessalonicenses
Corinto
53 d.C.


1 Coríntios
Éfeso
57 d.C.


2 Coríntios
Macedônia
57 d.C.


Gálatas
Corinto
57-58 d.C.


Romanos
Corinto
58 d.C.


Colossenses
Roma
63 d.C.


Efésios 
Roma 
63 d.C.


Filipenses 
Roma
64 d.C.







 
 
 

1. Romanos
Tema: A Justificação pela Fé
Tempo: escrito em Corinto, 58 d.C. (16.1,2)
Autor: O Evangelho tem sido pregado por um meio século quando Paulo escreveu este livro e muitas igrejas foram organizadas até este tempo. Era inevitável que duvidas e perguntas surgiam por causa da pregação de graça e a plena justificação de qualquer pessoa pela fé em Cristo. Perguntas sobre a lei de Moisés, o concerto de Deus com Abraão, a aceitação dos gentios diante de Deus, e as ramificações da pregação da graça de Deus foram levantadas. Paulo, por causa do seu treinamento como um Fariseu e por causa da sua rígida mas delicada consciência foi especialmente preparado para esta tarefa (Fl 3.4-6).
Ensinamento:
O primeiro livro entre as Epístolas talvez porque "é a exposição mais completa do N.T. sobre as verdades centrais do Cristianismo." (Scofield).
A igreja em Roma parece de ser feita de membros tanto Judeu (2.17-29) quanto Gentio (11.14-32). Então podemos aprender como o Evangelho é interpretado tanto aos Judeus quanto aos Gentios. Parece que Paulo está escrevendo esta carta à uma igreja que ele, até aquele momento, nunca tinha visitado (1.10-15).
 
 


Nota como Paulo trata do problema do pecado. Ele mostra como por Cristo o pecador pode ser justificado diante de Deus (3.21-5:11) e depois ele mostra como o pecador pode viver para a glória de Deus mesmo tendo o pecado tão perto dele quanto a sua carne (7.7-8:39). O segredo de viver a vida cristã mesmo tendo o pecado na carne é visto no fato que em Romanos capitulo oito o Espírito de Deus é mencionado não menos do que dezoito vezes. Antes deste capitulo o Espírito de Deus é mencionado só uma vez (1.4). Isso nos mostra que por Cristo o pecador tem a redenção (3.21-26), mas é pelo Espírito que ele pode viver para agradar Deus (8.11).
Cuidando de doutrina pode levantar muitas duvidas na mente de quem estudo ou de quem recebe tal estudo. Por isso os capítulos 6-8 respondem às dificuldades que uma mente normal pode ter com doutrina. Paulo ressalta a soberania de Deus nas Suas ações pela graça.
Os capítulos 12-26 impõem a todos os cristãos a obrigação de terem vidas consagradas no serviço a Ele que os tem mostrado misericórdia. A vida do crente deve refletir o que diz a sua boca.
O livro de Romanos pode ser dividido em três partes (Baxter):
I. Doutrinal: Como o Evangelho salva o pecador - Cap. 1-8
II. Nacional: Como o Evangelho aplica à Israel - Cap. 9-11
II. Prático: Como o Evangelho aplica à nossa vida - Cap. 12-26

2. 1 Coríntios

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Encorajados Por Deus

ENCORAJADOS POR DEUS

A Segunda Epístola aos Coríntios 1:4-6 diz “Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. Porque, como as aflições de Cristo transbordam para conosco, assim também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é, a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos” . Orar e ler estes versículos repetidamente nos ajudará a ver que a necessidade atual da igreja é o ministério. Deus nos encoraja em toda a nossa tribulação com um propósito: que sejamos capazes de encorajar a outros. A palavra grega para consolação no versículo 4 também significa encorajamento. Ser consolado por Deus significa ser encorajado por Ele.

O OPERAR DA CRUZ

QUANDO mais os sofrimentos de Cristo abundam em nós, mais encorajamento ou refrigério seremos capazes de desfrutar. Se desejamos ministra algo de Deus em Cristo aos outros, temos de sofrer (o sofrimento de Cristo) para Ter a experiência. É pelo caminho da cruz que teremos algumas riquezas de Cristo para ministrar aos outros. O ministério não surge de nenhuma outra maneira, mas somente pelo operar da cruz.
PAULO nos disse que Deus colocou-o numa situação onde foi “sobremaneira” (1:8) ou “excessivamente sobrecarregado” a fim de que ele pudesse confortar a outros. Você pode ser perguntar por que tem tantos problemas. Pode Ter problemas com o seu cônjuge, com os filhos e mesmo com seu corpo. Você percebeu que nessa carta existe a frase: “excessivamente sobrecarregado” ou “sobremaneira pressionado”? Você pode ser
pressionado, mas é pressionada sobremaneira? Isso significa que a obra da cruz terminou com você, levou-o a um fim.

PAULO diz-nos que ele e seus cooperadores foram excessivamente sobrecarregados acima de sua capacidade ou força de modo que se desesperaram da própria vida (1:8). Muitos dos irmãos jovens têm força. Porém mais cedo ou mais tarde, o Senhor pressionar-lhe-á repentinamente, e você tentará suportar o sofrimento. Por fim dirá: “Senhor, abandono minha resistência porque a Tua pressão é algo bem acima das minhas forças.” Quando  você se encontra sob determinado tido de sofrimento, nunca tente exercitar sua própria força para suportá-lo sozinho. Nunca tente vencê-lo por si mesmo. Você deve perceber que por fim o Senhor irá pressioná-lo acima de suas forças. Quando vem a pressão, você pode exercitar toda sua força: fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Mas quanto mais você exercitar sua força mais será pressionado. Por fim, admitirá que a pressão está bem acima de suas forças. Louvada seja o Senhor pela pressão sem limite acima de osso poder!
DEPOIS que Paulo nos disse que ele e seus cooperadores foram  tão sobrecarregados que se desesperam até da própria vida, ele disse: “Contudo, já em nós mesmos tivemos a sentença de morte, para que não confiemos em nós, e, sim, no Deus que ressuscita os mortos” (1:9). Quando os apóstolos estavam sob a pressão da aflição, desesperados até da própria vida, devem Ter-se perguntado qual seria o resultado de seu sofrimento. A resposta era a morte. A experiência de morte, contudo, introduz-nos na experiência de ressurreição. Ressurreição é o próprio Deus que ressuscita os mortos (Jo.11:25). A obra da cruz termina com nosso ego para que possamos experimentar Deus em ressurreição. A experiência da cruz sempre resulta no desfrute do Deus da ressurreição. Tal experiência produz e forma o ministério (2ª Co.1:4-6). Esta experiência é descrita mais detalhadamente em 4:7-12.

A palavra de Paulo nos mostra que precisamos ser terminados. Necessitamos chegar ao fim. Aí, então, aprenderemos a não confiar em nós mesmos, mas em Deus. Dizer que precisamos confiar em Deus e não em nós é fácil, mas sermos completamente trabalhados nessa questão requer bastante experiência. Deus está trabalhando por meio da cruz para terminar conosco. (Obs. A cruz terminou para Jesus e quando disse que tudo estava consumado estava também dizendo para  nós que a cruz ficava como herança para nós daí o texto que diz para tomarmos nossa cruz e Segui-lo). Deus está trabalhado para levar-nos a um fim, até mesmo para que nossa espiritualidade, nossas conquistas espirituais, sejam levadas a um fim. Você pode confiar muito em suas conquistas espirituais, mas até isso tem de ser terminado.

EM 1:12, Paulo diz: “Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo, e principalmente convosco” (VRC). Em sua consciência, Paulo tinha o testemunho de que andava, movia-se e tinha seu ser nesta terra não em sabedoria carnal, mas na graça de Deus. Para alguns, sabedoria pode ser uma maneira inteligente de enfrentar determinada situação, mas essa sabedoria vem da nossa mente. A sabedoria humana é algo que você possui visando fazer algo para si mesmo. A graça de Deus é que você não faça nada, mas que Deus faça tudo em seu interior. Não é você fazer algo para enfrentar a situação, mas permitir que Deus faça tudo em você e por você (Isto é: o grande problema é o seu PERMITIR. A única coisa a fazer é o PERMITIR e isto não é fácil. Não podemos fazer nada humanamente falando: ir ao monte, jejuar, comprar seu passaporte com dízimos, com campanhas. O nosso papel no tomar a cruz é o de forçar mente e deixar que a ESPADA penetre dentro de nós e nos corte dividindo o que o pecado misturou e lutar pela transformação de nosso entendimento. O esforço, como disse não é humano pois sem fé é impossível agradar a Deus e fé é o firme fundamento ). Isso é a graça de Deus.
PAULO disse que se conduzia na simplicidade e sinceridade de Deus. Simplicidade pode também significar singeleza. Deus é simples e Deus é singelo. Quanto mais estamos na carne e na alma, mas complexos somos. Então não temos simplicidade, mas complexidade. Uma pessoa almática é muito complexa. No entanto, quanto mais permanecemos no Santo dos Santos, no espírito, mais simples nos tornamos. Quanto mais ficamos no espírito, mais somos simples e sinceros. Somos sinceros na motivação, no objetivo e em tudo o que desejamos. Em 1:12 estão a simplicidade ou singeleza de Deus, a graça de Deus e a sinceridade de Deus. Se fomos tratados com a cruz, de tal maneira que ela nos levou ao fim, seremos pessoas pacíficas que desfrutam e experimentam a graça de Deus cuidando de tudo por nós. Assim seremos tão simples e tão sinceros em nossa motivação e em nosso objetivo. Desfrutaremos a graça de Deus e teremos a simplicidade e sinceridade de Deus.


 

Pregação Abençoada

PUBLICIDADE

O Mais Baixado De 2012

Ares Alcohol 120% Adobe Flash Player CCleaner CD BurnerEmule FilZip Google Chrome Google Earth Internet Explorer KM Player Lime Wire Media Player Classic Messenger Plus Mozilla Firefox MSN Messenger 2009 Opera Picasa Realtek Real Player Download Accelerator Plus FormatFactory uTorrent Virtual DJ XP Codec Pack Windows Media Player 11 Winamp Winrar Winzip VDownloader Avast AVG Avira Kaspersky NOD 32 Microsoft Security Essentials Adobe Reader Skype Daemon Tools Photo Scape Directx DVD Shrink K-Lite Codec Pack Photo Filtre Shareaza Messenger Discovery Live Puxa Rapido Revo Uninstaller Team Viewer The Gimp

1000


" />

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE