OS FALSOS PROFETAS DOS ULTIMOS DIAS




Sempre houve no meio do povo no meio do povo de Deus impostores, que falavam falsamente em nome do Senhor. Este assunto é tão atual como o foi nos tempos de Jeremias. ( Jr 14:14; 23:25; 28:15 ) Um falso profeta ele não vai lhe manda ser conserta mais vai adoça sua boca com açúcar ( Mt 7:15 Mc13:22 ).

Vereemo-nos que os falsos profetas são astutos e especialistas na artimanha em enganar os outros ( At 13:6; At 20:30; 2 Pe 2:1; 1 Jo4:1 ) devemos lutas contra os falsos profetas com todas nossa força estuda por onde ele vem, por onde esta atuando fica com os ouvidos bem atentos devemos esta aptos a defender a igreja contra os falsos profetas desses últimos dias ( Mt 24:11:24 ; 2 Pe 2:1; 1 Jo 4:1 ) Todo os homens tem um chamado por Deus ou melhor autênticos chamado de  profetas são eles porta voz-voz de Deus a responsabilidade der se profeta é grande mais o senhor tem eles como dele (  Sl 105:15; Jr 7:25 ).

Ser profetas é de grande responsabilidade e grande peso uma vez que eles são “Homens de Deus” (1 Reis 4 Ez 2:1-7; 3:10:11 ).O dom de profecia é uma capacitação sobrenatural do Espirito Santo concedida para transmitir a mensagem divina. (At 2:27.18; 1Co 12:10;14:1-4).as profecia pode ser vista na bíblia como um ministério permanente recebido totalmente de Deus Nosso Senhor  ( 2 Rs 17:13; Jr 7:25; Lc 16:16; Hb 1:1 ) . Toda profecia deve ser bem julgada e só então acatada (1 Co 14:29 ).A manifestação do dom profecia durante o oculto deve ter limite. “Falem dois ou Três profetas” isto é, a maior parte do tempo do culto tem de ser destinada á exposição da palavra de Deus no meio da profecia. Nos últimos dias atualmente, observamos diversas pessoas correndo de igreja em igreja busca de “profecias” e de “revelações”. Tais “crentes”, na verdade, querem respostas para seus problemas pessoais, são muitos crente ( 2 Tm 4:3 ).

Os falsos mestres e profetas, como nos tempos do antigo testamento, enganam o povo, porque é emissário o povo, porque são enviado do diabo ( Jo 8:44; 1Jo 2:21 ). “Nenhuma mentira vem da verdade”. Todo o crente Fiel, que sempre ora e lê a palavra de Deus, compara aquilo que ouve com o que está escrito na Escritura, a fim de comprovar a veracidade das profecias enunciadas na igreja. Hoje muitos falsos profetas tentam afastar a igreja do seu alvo descrito nas escrituras, mediante a pregação de um evangelho fácil, sem renúncia, sem compromisso, sem santidade; um evangelho que apregoa apenas o apego pelos bens materiais. Uma das características dos falsos mestres é ensinar o que as pessoas querem ouvir independentemente se estão erradas ou não (Jr 5:31; 1 Rs 22:12-14 ). Deus age de forma diferente para conosco. 


Ele fala, não oque gostamos de ouvir, mas o que precisamos ouvir, e corrige-nos sempre quando estamos errados porque nos ama ( Hb 12:4-13 ). Deus sempre advertiu seus servos contra os falsos profetas.

 Portanto, devemos estar prevenidos contra todos e qualquer ensino que não esteja em consonância com palavra de Deus, sabendo que o fim desses doutores profetas da maldade que intentam desviar o povo de Deus, é perecer em sua própria corrupção ( 2 Pe 2:1-22 ).

Amem fique com Deus

LÍDER E PREGADORES DA PALAVRA ENSINADO E CUIDADO DE SUA FAMÍLIA



Este ponto é muito importante porque a família é a base da sociedade, portanto deve se bem cuidada por seus responsáveis, sejam eles esposo ou esposa. Uma Igreja estruturada é aquela que tem firmeza na Palavra de Deus, nada pode destruí-la com os ataques malignos, mais para que seja sempre assim, o líder deve como esposo e pai dar á devida atenção no que for preciso. Existem lideres que se esquece de seus filhos e esposa, não procura amá-los como a bíblia diz, ao contrario despreza os achando que estão agindo certo, mas logo verão que não e bem assim. Um líder que não cuida bem da família conforme as regras bíblicas como cuidara da Igreja de Jesus Cristo? Esta escrita na Palavra de Jesus Cristo que a Família é um grande projeto de Deus para o engrandecimento do seu reino na terra, sabendo disso, Satanás tem tentado destruí-la em todos os momentos da vida. Portanto, o líder construído pelo Senhor deve orar e sempre assistir a sua família no que for preciso, pois agindo desta maneira Deus o ajudara em tudo. Assim podemos concluir que se houver uma boa estrutura familiar sempre existirá uma Igreja firmada, altruística, que sempre espera nas promessas do Senhor ( Ef. 5:22-33; 6:1-9 ) A família é a continuidade de um grande projeto de Deus á humanidade porque é por meio dela que o Senhor cumpre a sua eterna vontade.

Devemos cuidar e zelar pela família, pois ainda que ela sofra todos os tipos de ataques, temos um Deus no céu que tudo vê e age conforme a força de seu poder. As investidas do Diabo são grandes para tentar destruir o que Deus fez principalmente o que tange a família. Pessoas que já perderam os valores da família e pregam uma linha de pensamento contrário ao que Deus determinou já foram lançadas pelo Diabo. Assim, o líder como pai de família é o primeiro que deve orientar e orar pelos familiares para que elas sejam preservadas de todos os perigos. A visão de um líder deve se tanto vertical como horizontal. Vertical quando estiver buscando força e sabedoria divina para saber orientar o povo pelos conceitos divinos. E horizontal, quando ele tiver que aplicar nesses casos dos homens que estão sob suas reponsabilidades, o que ele aprendeu com Deus O Senhor nos escolheu e nos deu a Igreja para que de uma forma peculiar possamos liderar todos de acordo com a sua santa vontade ( Ef. 4:11-12 ) sem visão o líder não chegará a nenhum lugar. Temos visto as consequências que ocorrem no dia-a-dia de alguns e pensam estarem agindo certo. Deus nos deu sabedoria para fazermos tudo conforme o que diz a sua palavra para que então o seu Nome seja ternamente glorificado. ( Dn. 12:3 )
Ora, quem foi chamado por Deus como líder de seu povo deve saber que a principio não pode abrir mão dessas verdades do céu.

 Vejamos algumas considerações que desejo que vocês como líder jamais possa ficar alheio quanto a palavra do Senhor, porque são muito os lideres que se levantam no meio do povo do Senhor, mas de verdade são poucos os que agem de forma correta. Muitos negligenciam as coisas de Deus como se não tivessem importância, ás vezes ensina o que o povo quer ouvir e não oque Deus que falar, está mais comprometido com as inverdades do que com a verdade de Deus, pois são carnais e deliram em seus pensamentos, são infiéis ao Senhor Jesus. Eis os conselhos de Paulo ao jovem Timóteo: “ Que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com todas a longanimidade e doutrina” ( Tim 4: 2 ) O que podemos observem desse exemplo clássico da Palavra de Deus que também deve perdurar nos nossos corações? Ora, que nós devemos praticar o que está escrito, porque do contrario não seremos lideres de verdade. Sei que existe uma grande quantidade de lideres, mas necessitamos daqueles que são comprometidos com a doutrina Biblica da Palavra de Jesus Cristo, que sabem maneja-la bem com as ciências das intepretações Bíblicas e teológica ( Exegese e Hermenêutica sagrada ) , que preguem ensinando verdades consistentes e que na unção do Espirito santo sejamos edificados para a gloria do Senhor Nosso Deus. Dias de trevas virão sobre a terra e somente os que estão envolvidos com a palavra de de Deus é que poderão vencer todas as lutas.

A negligência do ensino e da pregação da palavra de Deus nas igrejas e o que tem prejudicado a vida espiritual de muitas pessoas. Hoje em dia há umas falsas informações em relação a adorar a Deus, ou seja, Estão substituindo a Palavra do Senhor por louvores. Tudo se dá porque os seus lideres não estão fazeno o que deve se feito, com isto abrem mão dos conceitos consistentes da Palavra que pode mudar e salva as vidas das pessoas. A bíblia confirmada a minha afirmação quando diz: “ A Fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus” e não so plelo louvores ( Rm 10:17  2 Pe1:8:9 ). São estas atitudes que vemos nas Igrejas, Isto é Algumas nem usam o nome Igreja, pois acham que não é eficiente tal rotulo, chamam de “ “comunidades”. Estas tais  “Comunidades” fazem isso porque querem mostrar que são diferentes das demais Igrejas.

Concordamos que o louvores  são formas relevantes de se adorar ao Senhor, pois levam as pessoas a afirmarem seus pensamento no Divino Mestre, desde que, estejam realmente adorando a Deus( Jo 4:24 2 Tm 4:1:2:5 ). Agora quere mudar o que não existe nos preceitos divinos é desejar sem a direção do Senhor. Hoje já não se prega um evangelho como a Bíblia diz, mais as pessoas querem facilitar as coisas, o homem age de forma que não pensa nas consequências. Se Deus está satisfeito ou não importa, o oque importa é que eles também são evangélicos sem, compromissos sérios diante do Senhor Jesus Cristo. Até quando teremos que observar pessoas que se acham donos da verdade como se nunca fosse prestar contar de seus atos diante do Senhor Jesus Cristo? Portanto, é preciso que todos nós, como responsáveis diante de Deus por aqueles que estão sob nossa liderança, sejamos íntegros em todos que agradá-lo em tudo.

 Enquanto abrimos mão de todos os conceitos de Deus e não agimos conforme a sua palavra, jamais seremos lideres aprovados pelo Senhor.
Finalizando estes pensamentos, digo o seguinte: quem pode se um líder de verdade se não tem habilidade espiritual e material para saber sair diante de certa situação? Ora, é neste aspecto que muitos lideres já não são ou estão exercendo a sua liderança como determina a Palavra do Senhor ( Jr 3:15 ).

 Ser líder não é somente ter o “Titulo” de Líder, mas saber considerar todas as responsabilidades que concerne tal posição, posição, esta que é de levar seus liderados o alimento da Palavra do Senhor e toda a ordem de administração.
Amem fique com Deus

A OBRA MISSIONÁRIA NO NOVO TESTAMENTO

//                                                

Ao tratar da obra missionaria, eu me lembro de Jesus Cristo aos despedir dos seus discípulos que eles receberiam poder para serem suas testemunhas até os confins da terra, e enquanto dizia isto foi elevado ás alturas ( At. 1:9 ). “Assim, as ultimas palavras de Jesus aqui na terra foi “. “Até aos confins da terra” . A profecia de Jesus continua a ter seu cumprimento, porque o evangelho de poder continua a se expandir para locais onde ainda não foi pregado. E assim continuará ate o fim ( Rm 15:21, 2 Co 10:16 ). O livro de Atos conta como foi o inicio desta expansão. Os sete primeiros capítulos relatam como o evangelho chegou e penetrou e cresceu no meio do povo de Jerusalém

Os capítulos 8 e 9 contam como o evangelho chegou a toda a Judeia e Samaria, e a partir do capitulo 10, vemos o evangelho uma fonte motivação para realizarmos a obra missionaria. Vemos também o evangelho pregado aos gentios até os confins da terra. A Bíblia diz que a graça de Deus se há manifestado trazendo salvação a todos os homens da terra ( Tt 2:11 ). Paulo tinha um coração quebrantado para com a necessidade dos povos sem salvação. ( 1 Co 10:20 ) O terceiro e mais forte argumento que constrangia o apóstolo Paulo para a obra missionaria, era que o próprio Jesus havia ordenado( Mc 16:15 ) O apostolo Paulo no momento de dor e luta exclamou ( 1 Co 9:16 Mt 28:19 Lc 24:47 1Jo 3:16 ). Historia da vida de Paulo como missionário é um exemplo excepcional. Nele vemos umas pessoas que pela operação do Espirito Santo dedicou-se inteiramente á causa do Senhor. Veremos as manifestações do espirito Santo na Vida de Paulo como Missionário enviado pelo Senhor.

Ele já chegou á situação de poder dizer “e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim” ( Gl 2:20 ). Para Paulo, a sua vida era Cristo, e seu intenso desejo era Cristo fosse engrandecido no seu corpo, fosse pela vida, fosse pela morte para que o nome de jesus Cristo seja glorificado ele pode testificar aos companheiro de naufrágio: ( Fp 1:20-21 At 27:23 veja também At 20:24 que testemunho maravilhoso ). Paulo ao ser batizado com espirito Santo recebeu vários dons espirituais e muitos operavam na vida nele dom de sabedoria, ciência, discernimento, fé, operação de maravilhas dons de curar.

Em fim Deus trabalhava em Paulo e trabalhava no coração do povo para preparando o coração para receberem a semente da palavra. Paulo entendia que tudo o que havia sido feito através de seu ministério era uma operação da graça divina. Ele conhecia sua grande limitações a ponto de dizer ( 2 Co 3:5:6 ). Ele pregava com muita ousadia o evangelho de Cristo, que é poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. Apesar de dizer que para ele o viver é Cristo e o morrer é ganho ( Fp 1:21-25 ) Sempre tinha sede de ganha alma para Senhor saiba que quando a igreja orava, o espirito falava ( At 13:1-5 Is 6:8 Ap 2:7 ). Saiba que o espirito santo ainda fala conosco. O espirito santo ordenou que Paulo e barnabé fossem separados para obra. 

O espírito santo move no crente que ser entrega inteiramente na mão do Senhor para fazer a Sua obra. Ser você ainda não se entregou ao Senhor coloque sua vida no altar de Deus entregar-se inteiramente na mão do Senhor para fazer a sua obra. ( Rm 12:1.  2 Co 5:14 Rm 1:14 ) A maior necessidade do trabalho missionário atual é que os que trabalham nesta obra sejam revestidos de poder do alto. È por isto que a Bíblia orienta que oremos pelos servos do Senhor ( Cl 4:3:4; 2Ts3:1; Ef 6:18-20; Rm 15:28-31 ). O crente deve zela pela obra de Deus e também pela vida espiritual, mantendo-se em comunhão com o espirito Santo e perseverando na fé para que não seja surpreendido na vida, ou melhor, na volta de Jesus veja At 16:6-10:55; At 20:20-27; 1 Ts1:5 At 8:14-17.

Amém fique com Deus.. //

EU PRECISO DE UM RENOVO ESPIRITUAL EM MINHA VIDA


A crente precisa de um renovo espiritual todos os dias para poder superar as lutas dos dia a dia as diversidade e obstáculos da caminhada cristã ( Rm12:1-2:11 )  A palavra de Deus nos exorta a mantermos o fervor do Espirito santo em nossa vidas. O nosso Deus se manifesta com fogo ( Exoto 3:2:6 ; Ap 4:5 Lv 9:24 Pedro2:9 ) . Temo-os a reponsabilidade de mante nossa fé ou nosso fogo acesso perante o Senhor. A bíblia nos diz que o fogo arder continuamente no altar. Foi à ordem de nosso Deus para nossa todos nos, antigamente os sacerdotes tinha a responsabilidade de retirar a cinza do altar todos os dias vamos ao velho testamento ( Lv 6:10 ) A cinza significa na vida do crente resíduos de experiência passada. Como assim coisas que vocês já passaram. Deus não que vocês fiquem recordado às coisas do passado mais continue sendo usado hoje todos os dias. Devemo-nos esquecer das coisas que ficaram no passado quando vocês eram usados ou foi perseguidor guando você era novo convertido e ser levantaram contra você para tirar você da igreja. Deus nos abençoou, e em todo seu trabalho sua casa sua família seus parentes, mais para isso é necessário retirar toda a cinza do altar e clamar para Deus fazer coisas maiores em nossas vidas. Busca novas lenhas todos os dias, porque um altar sem lenha não é altar, os sacerdotes colocava lenha nova todas as manhã ( Lv 6:12 ).

A lenha significava a tarefa de todos os sacerdotes de cada dia, ou melhor, de cada manhã, em nossas vidas a lenha significa a tarefas que assumimos na casa de Deus. Através das quais nos assumimos o senhor como sacrifício vivo, ( como assim )! Tudo que nos fazemos na casa do senhor pegar mos cargo ou posição isso simboliza tarefa até limpa a igreja passa a oferta abrir o culto com oração, isso também. Deus não que só renova sua veste espiritual mais sim sua vida sua mente seu coração seu caráter, pois ele munda e transforma. Novos holocausto deveriam ser oferecidos ( Êxodo 29:38:39; Lv 9:22-24 Fp 2 :17; Êxodo 30:7:8 ). “E Arão queimará sobre ele o incenso das especiarias; cada manhã, quando puserem em ordem as lâmpadas, o queimará”. E Arão queimará sobre ele o incenso das especiarias; cada manhã, quando puserem em ordem as lâmpadas, o queimará. “A queima do incenso simboliza nossa vida com Deus uma vida de oração uma vida reta consagrada santa”. Eram necessários todos os dias renova o altar.


Vejamos também a luz do candeeiro eram necessário arder continuamente através do abastecimento diário de azeite de oliveira ( Êxodo 27:20:21 ) “20 Ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para manter uma lâmpada acesa continuamente.21 Na tenda da revelação, fora do véu que está diante do testemunho, Arão e seus filhos a conservarão em ordem, desde a tarde até pela manhã, perante o Senhor; este será um estatuto perpétuo para os filhos de Israel pelas suas gerações”. Jesus ele visita os candeeiro veja só ( Ap 1:13) 12 E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro”, como sua lamparina  esta na presença de Deus sua lâmpada esta se apagando, esta faltado azeite a e sua lamparina a quanto tempo a sua lamparina não fica tão cheio de azeite? Deus que renova nossas forças espirituais Deus que encher suas lamparinas (Is 40:31 Mt 5:16 ).Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus

1.         Como manter aceso o fogo e o fervor do Espirito em nos?
Os verdadeiros adoradores busca ao Senhor de dia e de noite não medem esforços ( Pv. 8:17 )  Mas não é só de madrugada que crente busca mais toda hora o coração e a fé faz, com que eles almejem esta na presença de Deus devemos orar sem cessar. Jesus, como homem, aproveitava para orar as horas da madrugada ( Mc 1:35 1 Ts 5:17 ) perseverar em oração( Cl 4:2 Sl 88:13; Sl 63:18 ) A oração nos leva uma vida vitoriosa e santificada reta a fim sermos muito vitorioso diante Deus e dos homens ( Hb 10:19:20:4:16 ). Não devemos entristecer o Espirito ( Ef 4:30:31 ). Quando o crente deixa a carne dominar sua vida comente o que a bíblia chama de obra da carne ( Gálatas 5:16:21 ). O furto, mentira, invejas, ira, arrogância, presunção etc. tudo isso muito mais entristece o Espirito Santo. Saiba que o sangue de Jesus nos purifica de todos os pecado ( 1 Jo 2:1; 1:7:9 ) O crente não deve blasfemar contra o Espirito Santo de Deus ( Mt 12:31:32 1 Tm 1:13-15 ) vejamos em Mt 12:34:35

2.         Devemos da liberdade ao Espirito Santo de Deus?
Devemos da liberdade para o Espirito santo trabalha em nos em nossa mente em nosso coração em nossa vida em nosso caminho. ( 2Rs2:15 ) Mais como devemos fazer isso e através da oração, através do louvor a Deus, pois o espirito santo automaticamente vai operando, ( 2 Co 3:17 Ef 4:30 )O Espirito Santo e uma pessoa e, como tal, pode se entristecer, e ser retirar como aconteceu no tempo antigo veja só ( Ez 11:22:23 )  Devemos busca Santidade pureza porção do Espirito Santo ( Lv10:3 )não foi a toa que Jesus elogiou a igreja de Filadélfia por ter guardado a Palavra ( Ap3:10 )Devemos honramos a Deus. Devemos Obedecer a Palavra de Deus a santificação é essencial veja caso de  Moises ( Nm 20:7-14 ) não é por força nem por violência mais pela fé humildade conviquisão  confiança a Deus  (2 Coríntios 12:9:10 ; 4:7 ). Não fazemos nada ser Jesus ser ter o Espirito Santo em nossas vida ( Jo 5:19 Jo 8:28; Jo 14:10 ).
Ame igreja povo de Deus
Obrigado


COMO DEVEMOS TER CUIDADO COM OS FALSOS PROFETAS QUE SE DISSE SE HOMENS DE DEUS.



Esses falsos profetas são homens enganadores que se fazem de Cristão estão pelo mundo enganado a igreja de Cristo ( 2 Pedro 2:1;  1 Jo 4:1 ) Este fato atesta a advertência do apostolo do amor quanto á realidade de que o “espirito do anticristo são verdadeiro lobos em meio da igreja. Esta época é um mundo influenciado pela mídia e inclinado á mitologia, é possível alguém pesar em falsos profetas em anticristo será um ser estranho de chifre ou um mostro da mitologia, este falsos mestres estão infiltrados no meio do povo com doutrina perversas pervertendo deis do passado as doutrina dos apóstolos ( MT 24: 24; 1Tm 4: 1 :2;  2Pe2:1; Jd  1-19 ) Esta e a Prova que desmarcou sua Real intenção, os falsos mestre da época não admitiam que Cristo tivesse vindo em carne, negado assim a Sá doutrina.
Eles estão no meio de nos devemos ter cuidado vigiar no máximo possível, como assim muitos pedem dízimos oferta além do necessário que a palavra de Deus diz, a bíblia nos ensina a trazer os dízimos e a oferta. Malaquias 3:8-12. Mais pessoas não compreende a verdadeira palavra, pois não ler, querem tudo nas mãos tudo fácil e acaba caindo na armadinha dos verdadeiros lobos. Eles também falam em falsos profetas e tudo, mais como os identifica em meio da situação em meio do outros como devemos esta atendo?

1.     A intenção dos falsos profetas é engana.
Sabemo-nos que eles vieram enganar povo de Deus ( Mateus 24:24 ) E só enganar veio para conseguiram seu intento entre os povo, Jesus quando falou a respeito do espirito que enviaria, disse  que  Ele nos guiaria em todas a verdade (Jo 16:13 At 2:1-6 ) pois é chamado de “Espirito da verdade” . Ele nunca deixará que seja enganado seja enganados aqueles que têm em seu coração, pois que busca que tem o espirito da verdade não cai em qualquer falatório, pois o espirito santo faz com que nos estudamos a palavra de Deus ( 1 Coríntios 3:16 ; 6:19 ).
Jesus ele é nossa bussola ele é nosso comandante nosso motorista de todos os dias. O salmista compara a Palavra uma lâmpada para seus pês e a luz para seu caminho ( Sl 119 : 105 ). Pois todos os Cristãos alicerçados na palavra de Deus, Farão como os crentes em Beréia, que examinavam as escrituras para confirmar se a pregação de Paulo e Silas era biblicamente confiável ( Aots17:10-13 ) . Para os falsos profetas já possui um fim pré-determinado na Bíblia. Sua atividade se encerrará tanto para os falsos profetas como para anticristo na batalha do Armagedom quando o Senhor Jesus vier com a sua Igreja. Naquela grade ocasião, Rei dos reis e Senhor dos Senhores destruirá o Anticristo, seus exércitos e todos os que o adora seguirem ( MT 24:30 ; Ap 19:19 – 21 )  . Hoje é um mundo influenciado pela mídia e inclinado á mitologia, é possível alguém pensar que o Anticristo e os falsos profetas será um ser estranho, de chifres, com aquela aparecia caricaturada das representações demoníacas. Nada mais errado! Eles serão umas pessoa influente que atrairá até uma pessoa influentemente que atrairá ate mesmo os “cautelosos” da Fé os judeus ( Dn 9:20-27; Mt 24:22-27 ).


Ao fala sobre os falsos profetas e o anticristo João não estava se referindo unicamente a um assunto escatologia, isto é, ao que faz parte das ultimas coisas e a algo que pertence apenas aos últimos tempos. Ele estava também advertindo seus leitores a respeito de um espirito perigoso que ameaça as igrejas e o povo de Deus Esse espírito esta no meio da igreja fazendo bagunça arruaça. (1Jo 4:3 )  João deixa claro que já é a último dias e horas, a vinda de Cristo dará em breve( v8 ) Muitos são os sinais da volta de Jesus Cristo poderá ocorrer a qualquer momento. Um dos sinais é a operação do Anticristo dos falsos profetas. De acordo com João, o espirito deles já está no mundo, eles são influenciadores cativantes de boa índole tem influencia dentro da igreja fora. Cuidado igreja com pastores prega prosperidade com campanha do pano com reca dação de dinheiro com azeite com voto desnecessário voto não é brinquedo dizimo não compra salvação, Jesus esta ali Jesus esta lar, Cuidado com os lobos as amizades ilícita, busque ler a palavra de Deus busca igreja que tem oração Vigílias goste da palavra cuidado com pula, pula. Tenha mente aberta para a palavra de Deus busque Jesus em casa nos montes não precisa ninguém saber que vocês esta indo e subido. Igreja eles disse ser amigos mais estão tentado mata sua fé sabe que vocês têm um potencial para ganhar pessoas para reino de Jesus dele ele usa uma pessoa dentro da igreja para ter arranca para fora com buchichos com fofoca muitos tem inveja de vocês que você é. Cuidado com os Falsos Profetas Que Estão Atrás Apenas do Seu Dinheiro


< Mateus 7:13-29 >
“Entrai pela porta estreita. Pois larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. Mas estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que a encontram. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Do mesmo modo, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. 
Não pode a árvore boa produzir maus frutos, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi abertamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade! Portanto todo aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica, será semelhante ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa; contudo, ela não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. Aquele que ouve estas minhas palavras, mas não as cumpre, será comparado ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu, e foi grande a sua queda. Concluindo Jesus de proferir estas palavras, as multidões se admiravam da sua doutrina, porque ele as ensinava como quem tem autoridade, e não como os escribas.” Mateus 7:15-20 Jesus Disse que Podemos Identificar os Falsos Profetas pelos seus Frutos






Ao se referir aos falsos profetas, nosso Senhor disse: “Vocês os conhecerão pelos seus frutos.” São pelos seus frutos que podemos identificar os falsos profetas. Por esse motivo, a Bíblia nos adverte para não sermos enganados por esses falsos profetas, dizendo: “Pois os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. Não é muito, pois, que os seus ministros se transformem em ministros da justiça. O fim deles será conforme as suas obras” (2 Coríntios 11:13-14)


Amém
Pessoal tem muitas coisas gostaria de por mais sei que essas dicas de um endereço certo seu coração 

A SERPENTE DE BRONZE NO DESERTO

Números capítulo 21



Tendo terminado de vagar pelo deserto, o povo de Israel seguiu um caminho tortuoso em direção ao oriente da terra de Canaã, rodeando pelo sul do mar Morto, e evitando passar pelas terras de Edom. Seu caminho os levava por regiões desertas, e também por território ocupado por cananeus.
O primeiro dos cananeus foi o rei de Arade, que habitava no Neguebe, a sudoeste do Mar Morto. Ele os atacou e levou alguns cativos. Israel clamou ao SENHOR e prometeu destruir totalmente as suas cidades se o SENHOR lhes desse vitória. O SENHOR os ouviu e entregou em suas mãos os cananeus, que eles então destruiram completamente, como haviam prometido. O SENHOR já havia anteriormente prometido destruir estes povos (Êxodo 23:23).
Continuando a viagem, eles passaram do outro lado do monte Hor, no caminho do mar Vermelho (o golfo de Acaba). É um caminho deserto e pedregoso, trazendo novamente o desânimo para o povo. Pela sétima e última vez, eles reclamaram contra Deus e contra Moisés, por terem sido tirados do Egito e trazidos para o deserto onde não havia pão nem água, reclamando ainda do maná, que chamaram de pão vil.
No Salmo 78 encontramos as causas das reclamações do povo:


1.       Obstinação,

2.      Rebeldia,

3.      Inconstância de coração e

4.      Infidelidade de espírito (versículo 8).

5.       Não guardaram a aliança de Deus e

6.      Não quiseram andar na sua lei (versículo 10).


7.       Esqueceram-se das obras e das maravilhas que o SENHOR lhes mostrara (versículo 11).
Nossas reclamações frequentemente têm as mesmas causas. Se pudermos corrigir estas ações e atitudes irrefletidas, deixaremos também de nos queixar quando achamos que as coisas não vão bem.
O SENHOR fez uso de serpentes abrasadoras (venenosas) para punir o povo pela sua incredulidade e rebeldia. O deserto naquelas regiões tem uma variedade de serpentes, algumas das quais se escondem na areia e atacam sem aviso prévio. A mordida traz grande sofrimento e pode levar a uma morte lenta. As serpentes que o SENHOR mandou sobre o povo de Israel eram mortais, pois morreram muitos dentre eles.
"Havemos pecado" disse o povo a Moisés ao pedir que ele intercedesse por eles para que fossem tiradas as serpentes. Todos nós só podemos começar uma nova vida com Deus depois que reconhecemos que pecamos. Cristo morreu pelos pecadores. Quem não vier a Ele na categoria de pecador, não pode ser salvo por Ele. O povo não prometeu nada, apenas reconheceu o seu pecado, e confiou na misericórdia de Deus. Também somos salvos apenas por reconhecermos o nosso pecado e confiarmos na graça de Deus revelada em Cristo - Deus não requer uma promessa de nossa parte.
A resposta do SENHOR foi mandar que Moisés levantasse uma serpente abrasadora feita de bronze numa estaca à vista de todos: quem fosse mordido e olhasse para a serpente, seria curado. Quem, porém, em sua incredulidade não olhasse para a serpente e confiasse em outros remédios, morreria. Era, portanto, necessário que o que fosse mordido tivesse fé suficiente apenas para olhar para a serpente.
O Senhor Jesus nos explicou que, da mesma forma, quem crê nEle não perecerá, mas terá a vida eterna (João 3:14-16). É suficiente que o pecador convicto olhe para Cristo (Hebreus 12:2), pela fé, para ser salvo da perdição, não há outra condição. Mas, quem procurar se salvar por outros meios, nunca o conseguirá.


A serpente de bronze é um símbolo do pecado julgado e condenado. Bronze nos fala do julgamento de Deus, como no altar de bronze (Êxodo 27:2) e do julgamento de si próprio, como na bacia de bronze. A serpente de bronze é uma figura de Cristo feito pecado por nós (João 3:14, 15; 2 Coríntios 5:21), levando nossa condenação. Historicamente, o momento foi quando Cristo bradou "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Mateus 27:46).
Podemos fazer as seguintes comparações:
1.       Serpentes que mordíam. O pecado nos ataca.
2.      A mordida doía pouco no início mas a dor crescia até um grande sofrimento final. Inicialmente pouco sentimos, mas vai nos trazer grande sofrimento no fim.
3.      O resultado era a morte. Morremos espiritualmente.
4.      Uma serpente de bronze foi levantada no deserto. Jesus Cristo foi levantado em uma cruz no Calvário.
5.       Só olhar para a serpente de bronze restabelecia a vida. Só olhar para Cristo nos dá a vida eterna.
Terminado este episódio de castigo e salvação, o povo prosseguiu pelo caminho determinado pelo SENHOR, parando para acampar em Obote, Ijé-Abarim, vale de Zerede, na outra margem do Arnom, e em Beer, o nome de um poço com água abundante para o povo.
Enquanto no deserto eles estiveram se queixando e lastimando, agora eles cantaram um cântico de alegria por causa do poço. Notemos o progresso:
1.       a expiação (versículos 8, 9; João 3:14, 15)
2.      a água, símbolo do Espírito Santo (versículo16; João 7:37-39)
3.      a alegria (versículos 17, 18; Romanos 14:17)
4.      o poder (versículos 21:21-24, Atos 4:33).


Saindo de Beer, continuaram indo primeiro para Mataná, depois Naaliel e Bamote, chegando até um vale no campo de Moabe, de onde mandaram mensageiros a Seom, rei dos amorreus, pedindo licença para passar pelo seu território.
O rei Seom, ao invés de usar de diplomacia, não só recusou passagem, mas reuniu todo o seu povo e foi ao encontro de Israel para combater contra ele. O SENHOR deu vitória absoluta ao povo de Israel, que tomou então posse da terra e das cidades dos amorreus, que estes haviam antes conquistado dos moabitas.
Este território tinha como fronteiras, ao sul o rio Arnom, que deságua aproximadamente no centro do mar Morto, ao norte o rio Jaboque, afluente do rio Jordão que fica aproximadamente entre o mar de Quinerete (Galiléia) e o mar Morto, ao oeste o rio Jordão e ao leste a fronteira fortificada de Amom.
Assim eles conquistaram seu primeiro território, mais tarde ocupado pelas tribos de Rúben e Gade. Os versículos 27 a 30 consistem em um poema daquele tempo celebrando a vitória. Camos era o deus nacional dos moabitas, que não lhes valeu quando os amorreus haviam invadido o seu território, agora tomado pelos israelitas.
Havia restado um grupo de amorreus em uma localidade chamada Jazer, dentro daquela área. Depois de um reconhecimento que Moisés mandou fazer, os israelitas expulsaram os amorreus e tomaram as suas aldeias.


O povo tomou novamente o rumo do norte, e foram enfrentados por Ogue, o rei de Basã, cujo território ficava do outro lado do rio Jaboque. Mesmo antes da batalha o SENHOR já havia dito a Moisés que havia entregue todo o povo e território de Basã em suas mãos. E assim sucedeu: todo o povo que ali habitava foi destruido, e Israel com isso adquiriu toda a região a leste do mar da Galiléia e do rio Jordão, até o monte Hermom (Deuteronômio 3:8). Mais tarde o território de Basã foi herdado pela tribo de Manassés.
Deus nos dá vitória sobre os nossos inimigos espirituais também: a carne, o mundo, e o diabo! Primeiro, porém, precisamos confiar em Cristo e depois tomar a nossa armadura para combater (Efésios 6:13-18).

AS TRÊS UNÇÕES DO REI DAVI E SUA VITORIA


  
“ ESTA MENSAGEM MUDARÁ A SUA VIDA”.



Isaías 61: 1
01. O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;

Ø INTRODUÇÃO

Esta mensagem tratará de um assunto dos mais importantes no meio do povo de Deus na face da terra, pois muitos pensam ter e não tem, e outros tem e não sabem
A unção é muito importante no exercício da autoridade espiritual, sendo mesmo indispensável na vida de todo cristão. No Antigo Testamento conhecemos três tipos de pessoas eram ungidas para um ministério sobrenatural, e esta unção se dava com o óleo de azeite o óleo da unção era derramado sobre a cabeça daquele o qual fosse escolhido.
Porém, devemos entender e aprender que também existia no TANAKH (antigo testamento), três tipo de óleo de azeite, diferente um do outro em seu uso e finalidades, sendo o azeite da Unção, o azeite da Alimentação e o azeite da Lâmpada (leia a minha mensagem AZEITONAS DE DEUS). Mas porque Deus ordenava que estes fossem ungidos com o óleo puro do azeite? Qual seria o real objetivo dessa unção nas vidas dos escolhidos?
A unção traz a autoridade espiritual na vida dos que crêem como descreve no Antigo testamento e também traz a autoridade espiritual por que capacita a pessoa escolhida para realizar uma missão especial. Vejamos então os três tipos de azeite:

- O AZEITE DA UNÇÃO

Este não era um condimento, não era um azeite comum, pois seria ele o azeite escolhido para que se realizasse a unção sobre a cabeça do escolhido para que no mundo físico e no mundo espiritual todos soubessem que o ungido era uma pessoa especial e separada para tal. Este era o óleo derramado na cabeça de Arão descrito em Êxodo 29 e 30.
O azeite usado na unção era o primeiro azeite extraído dos primeiros frutos da oliveira, sendo de alto preso e de altíssima qualidade, este azeite não poderia ser usado para outro fim, se não o de ser derramado na cabeça do escolhido.

- O AZEITE DA ALIMENTAÇÃO

Este era o segundo azeite extraído do fruto da oliveira, usado na alimentação dos judeus, sendo amplamente inserido no preparo de diversos tipos de alimentos, e podemos observar no livro de I Reis 17, onde o profeta Elias habitando próximo ao ribeiro de Querite tem um diálogo com uma viúva, e fica sabendo que ela tinha pouco azeite para lhe fazer um bolo. Mas com a obediência na palavra do profeta, ouve então o milagre da fartura de alimentos (isso dá uma outra mensagem).

- O AZEITE DA LÂMPADA

Este era um outro tipo de azeite, que na extração era o terceiro óleo saído da prensa de pedra, um pequeno comentário, sobre o Getsêmane, que significa “prensa, lugar do azeite”, foi por isso que Jesus estava lá quando em seus últimos momentos transpirava sangue, ele estava sendo prensado por nossos pecados, e o azeite que estava sendo derramado era o seu sangue.
Mas este tipo de azeite nós podemos observar relatado em Mateus 25, quando vemos o próprio Jesus falando da dez virgens, e que cinco delas tinha azeite em suas lâmpadas, e outras cinco não possuíam o azeite que produzia a luz.

Ø PARA QUEM ERA O AZEITE DA UNÇÃO?

Agora que conhecemos os azeites, e sabemos que o azeite mais valioso era o que se usava na unção dos escolhidos, vejamos que então eram estes escolhidos, e quem deveria receber em suas cabeças o derramamento do azeite. A saber, eram três os merecedores do azeite da unção preciosa.

PRIMEIRO


Os Sacerdotes - (Ex 29,29-30 e 30,30) – A unção de Aarão
Neste episódio vemos o próprio Jeová mandar a Moisés separar a Arão para o sacerdócio e derramar sobre sua cabeça o azeite puro. Então assim Arão estava marcado, selado, capacitado para uma missão, ser o Cochen Gadol, o Sumo Sacerdote.

O SEGUNDO
Os profetas - (I Rs 19:16) – A unção de Elizeu
Antes de o profeta do fogo, Elias, ser levado em uma carruagem para o céu, Jeová manda que ele vá ungir a Elizeu para ser profeta em seu lugar. Então sabemos que o azeite puro e valioso é para ser derramado no ministério do profeta.
O TERCEIRO
Os Reis - (I Sm 9:16) – A unção de Saul
Quando o povo de Israel, começa a ter inveja dos outros povos, dizendo que todos tinham reis e eles não, Deus manda o profeta Samuel ungir a um jovem da tribo de Benjamim, chamado Saul, para ser o primeiro monarca do povo judeu.

Sabe o que aprendo aqui? Que não ouve, não há e nunca haverá ministério sem a presença do azeite.

Ø AS TRÊS UNÇÕES DO REI DAVID


Em minha pequenez intelectual, vejo que de fato na bíblia sagrada ouve apenas duas pessoas que recebeu as três unções, e uma delas foi David, filho de Yishai, ou Jessé, da tribo de Yuhuda, ou Judá, isso muito me chamou a atenção. Mas poucos sabemos que David, não recebeu apenas uma unção com o óleo de azeite, aquela que foi realizada pelo profeta Shamuel, mas ele foi ungido três vezes. Mas quem foi David?
Davi foi nada mais e nada menos do que o maior monarca na história judaica, líder justo e inteiramente devotado a seu povo, David foi, acima de tudo, um homem da mais profunda fé, responsável por abrir as portas do arrependimento para todas as gerações futuras.
Um dos "Sete pastores" do povo judeu, o rei David alcançou o ápice da grandeza espiritual e o Zohar, o livro do esplendor, o equipara aos três Patriarcas por ter sido, como eles, um homem que dedicou sua vida a servir a Deus. Guerreiro poderoso e invencível, David consolidou as 12 tribos de Israel em uma única nação, forte e unida. Derrotou seus inimigos, transformando-a em uma terra segura e próspera, que legou de herança a seu filho, o rei Shalomom ou Salomão. David deixou a todos os judeus e a toda a humanidade, um legado de fé e coragem, bem como a dinastia real de Israel da qual viria o Mashiach, escreveu mais da metade do sefer Tehilim, Livro dos Salmos.
Assim, este homem viveu sob as três unções vindas do céu. Unções que você caro leitor, por mais pequenino que seja poderá tê-la, veja a primeira unção na vida de David

Unção profética

Estava David, a trabalhar no pasto e seus irmãos a “vagabundar” em casa (é por isso que vagabundo não tem ministério, pois Deus não chama pessoas vadias), quando alguém vem lhe chamar dizendo que o profeta Shamuel estava em sua casa e queria lhe ver. Vejo pela fé, o jovem David descendo as campinas de Belém correndo, quase perdendo o fôlego, só para ter um encontro com o profeta de Deus.
No momento que David chega, o Eterno fala ao coração do profeta e diz para ungi-lo, pois este será o rei de Israel. Então Shamuel derrama o óleo em sua cabeça.
Uma unção profética, que fez de David um profeta, pois vemos em muitas fazes da vida de David esse ministério, a saber, quando ele pega cinco pedras para matar a Golias e usa somente uma (leia a mensagem AS CINCO PEDRAS DE DAVI), pura profecia. E o que disser das últimas palavras de David, quando ele diz que o Espírito do Senhor falou por mim e sua palavra esteve em minha boca. Sim! David era um profeta ungido de Deus.
Se tão somente receberes esta palavra, descerá sobre ti uma unção profética que fará de ti um profeta ou uma profetiza do Senhor, pois profeta ou profetiza, é aquele que fala por inspiração divina, que não abre a boca para falar “as neiras”. Receba a unção.

Unção de Rei
Estava David em uma conversa com o Eterno, pois era ele um profeta. Nesse momento David pergunta ao Senhor se deveria subir a alguma cidade, e Jeová diz que sim, e o profeta pergunta: qual cidade? E novamente Deus responde: Hebrom. Então David sobe a Hebrom, e chegando lá, os homens daquele lugar ungiram a David, rei sobre ele eles, onde então David permanece por sete anos reinando fielmente. Entre a primeira e a segunda unção pode ter se passado cerca de 13 anos.
Sim! Esta é a unção de rei que precisamos ter em nossas vidas, pois os céus pertencem a Deus, mas a terra ele deus aos homens. E então a unção dos homens de Hebrom fez de David um rei humano que governava, sobre sua própria vida, família, casa, e lugar, pois todo rei só é rei se tiver o que e a quem governar. Seja rei sobre suas finanças, sobre sua empresa, e tudo quanto o Senhor tem colocado em suas mãos.

Unção sacerdotal:


David estava tranquilamente reinando em Hebrom, aparentemente tudo ia bem, e sua fama corria por todos os lugares, mas no fundo do coração David sabia que na hora de Deus ele chegaria ao trono que era de Shaul (II Sm 2:7), o trono de Israel.
David já possuía a unção do profeta, e a unção do rei, só que ainda lhe faltava uma, e sem essa seu ministério não estaria completo. Mas Passados sete anos e seis meses (II Sm 2:11) e sabendo que sete simboliza a perfeição de Deus e seis a formação do homem, isso nos revela que Hebrom na vida de David era o cumprimento do tempo de Deus e no tempo do homem para chegar o momento da benção maior.
Então todos aos anciãos de Israel subiram a Hebrom e rogaram, ou seja, pediram com insistência, para que David reinasse sobre Israel (I Cr 11:3), e ali ungiram a Davi Rei sobre todo o povo de Israel. Uma unção vinda dos anciãos de Israel, que neste contexto eram os membros doSanhedrin, (o supremo conselho Judeu) que também era composto por sacerdotes do povo. E quando David aceita, eles derramam o óleo na cabeça de seu novo rei, só que dessa vez seria diferente, pois era a última unção na vida de David, que iria concretizar sua vida no ministério de Deus, veja o por que na conclusão final.

CONCLUSÃO

Primeira unção de Davi:

Davi tinha entre 15 a 17 anos de idade quando recebeu a primeira unção. Ele foi chamado, escolhido, por isso foi ungido. As façanhas de Davi começaram após a primeira unção. Ele começou a matar gigantes depois que foi ungido, depois que o Espírito do Senhor veio sobre ele. Se Davi tivesse desafiado Golias sem a unção, provavelmente teria acabado na ponta da espada de Golias. Mas a luz dessa palavra eu te pergunto: O que é a unção em nossas vidas? E será que temos buscado essa unção em nossas vidas. Eu te digo:
A unção é a plenitude do Espírito Santo. Se nós, sem unção, sairmos a desafiar Golias por aí, ou quisermos reinar em alguma área, possivelmente seremos desapontados, pois todos os obstáculos e inimigos são um protótipo, a figura do diabo. Precisamos esperar como os apóstolos até que sejamos revestidos da força do alto…
Quando David vai ser ungido Rei sobre todo o Israel, ele pede para que os sacerdotes e anciãos esperem, e então ele vai a te a sala do trono e pega de lá a taça real, na qual somente o Rei poderia beber, taça essa que tinha uma capacidade de aproximadamente três litros. David então põe a taça em baixo de sua barba ruiva e manda que seja agora derramado o azeite da unção, e fala aos anciãos, NÃO PAREM ATÉ QUE A TAÇA SEJA CHEIA! David queria a unção total a qual também teria sido derramada por Moshé, na cabeça de Aron, seu irmão. E isso está escrito no Sefer Tehilim 23:5b, (livro dos Salmos).
Quero que você não pare agora até que a plenitude do Espírito Santo esteja em sua vida, pois sem a ação do Espírito Santo você pode ser derrotado. Como David somente mais um homem teria recebido as três unções em sua vida. Talvez você pense que teria sido Moshê, ele foi profeta e sacerdote, mas ele não foi rei do povo foi um juiz, ou o profeta Shamuel, mas esse também não foi rei. David era um prenúncio da vinda do próximo homem que teria as três unções, seu nome seria YESHUA MASHIACH, ou seja JESUS O UNGIDO.
No Antigo Testamento, a unção era feita com óleo, no Novo Testamento a unção é traduzida como “O Espírito Santo vindo sobre uma pessoa”. Você pode receber hoje as três unções em sua vida, pois assim diz a palavra de Deus

ESTUDO-- BIBLICO-- SOBRE-- VIAGEM DE JONAS


  
“Cada um de nós ou está na caravana para Nínive ou no n
avio para Társis, percorrendo o caminho de Deus

ou seu próprio. Alguns
vão para Társis religiosamente. Cantam e oram, ao mesmo tempo que fazem as coisas à sua
maneira, indo em direção diametralmente oposta
à vontade de Deus”.

1. O profeta
Possuímos poucas informações sobre o profeta

Jonas. Na his
O nome Jonas em hebraico significa ‘pomba’. No livro ap

2. O livroarece como ‘filho de Amitai’. Amitai tem sua raiz na palavra ‘emeth que tem o sentido de veracidade, honradez, fidelidade. Amitai soa como a minha verdade. Portanto, Jonas é a pomba, filha da ver
dade que quer denunciar o nacionalismo teísta de Israel e proclamar a verdade do amor de Deus por todas as nações. Em sentido figurado o nome Jonas significa a capacidade de voar. Peçamos a Deus a graça de “voar por sobre os montes e gritar sobre as cidades o amor de Deus por todas as pessoas”.tória bíblica houve um profeta chamado Jonas, filho de Amitai, natural de Gal Jéfer, d
a Tribo de Zabulon, aproximadamente 5 kms de Naza

ré. Ele foi mencionado em 2Rs 14,25 e pertence à época de Jeroboão II (séc. VIII a.C.), porém o Jonas histórico nada tem a ver com o Jonas do livro. O autor do livro está numa época posterior (séc. V a.C.) e, certamente usou o nome do profeta Jonas para dar autoridade ao seu livro. As sagradas escrituras não registram o que Jonas fez depois da pregação em Nínive. Há uma tradição que diz que foi enterrado em Nínive, mas carece de apoio histórico.
O livro de Jonas é o quinto dos profetas menores e
possui características peculiares. Ele não é uma profecia n

o sentido clássico, mas o relato da vida de um profeta. Há poucos discursos, mas uma profunda análise dos personagens a partir de suas ações.

A classificação do livro como gênero literário é controversa. A
lguns o classificam como novela, outros como parábola, outra como alegoria e, outros ainda, como narrativa histórica. O certo é que o livro usa humor e sátira para transmitir uma verdade: a salvação é universal.
Acredito que hoje esse livro seja importantíssimo para os cris
tãos, pois como disse W. W. Sloan: “está mais próximo dos ensinamentos do Novo Testamento do que qualquer outro texto das Escrituras hebraicas. O tema central é que Deus está interessado em todas as pessoas de qualquer nacionalidade ou raça e espera que aqueles que o conheçam se dediquem a compartilhar esse conhecimento”.
O livro é uma denúncia de nossas antiprofecias e anún
cio da misericórdia de Deus para todos os povos. “O objetivo do autor é levar o profeta, e na pessoa dele, os leitores a um
a verdadeira conversão à misericórdia de Deus, pois a salvação não é um patrimônio exclusivo do povo escolhido.”

O livro está organizado em duas partes paralelas: uma no mar, onde os marinheiros representam os povos pagãos e outra em terra, onde Nínive representa a cidade má e opressora de todos os tempos:
No mar
Em terra
A – 1,13
Missão de Jonas
3,1-4 – A
B – 1,4-16
Deus e os pagãos
3,5-10 – B
C – 2,1-11
Deus e Jonas
4,1-11 – C
E, para uma divisão mais completa:
I. Vocação e desobediência de Jonas – 1,1-3
II Intervenção de Deus – 1,4-2,10

1. A tempestade – 1,4-14
2. Jonas lançado no mar – 1,15-16
3. Jonas no Fundo do mar – 2,1-9
4. Libertação de Jonas – 2,10
III. Deus renova o chamado e Jonas obedece – 3,1-10
1. A missão – 3,1-2

2. A obediência – 3,3-4
3. O resultado – 3,5-10
IV. Um profeta descontente e um Deus misericordioso – 4,1-11

1. O descontentamento de Jonas – 4,1-3
2. O parece de Deus – 4,4-9
3. A misericórdia de Deus se estende a todos – 4,10-11
3. A época do livro


Apesar de o personagem histórico ter vivido no século VIII a.C., o livro fala de outra época. Fala da  

                                                                   época da reforma de
Esdras e Neemias (século V a.C.). Com a restauração de Jerusalém e do Templo foi promovido um exclusivismo religioso. Os judeus que apenas eles tinham acesso à salvação, apenas eles constituíam o povo eleito, enquanto os pagãos deviam ser castigados pelos seus crimes. A comunidade judaica do pós-exílio viv

- Separação dos estrangeiros (Ne 9,2);
eu este fecham
ento devido ao momento histórico. Eles precisavam reafirmar sua identidade que fora perdida no tempo do exílio. Para isso tomaram uma série de atitudes radicais para a purificação do povo. Vejamos algumas características desse fechamento:
- Proibição de casamentos mistos (Ne 10,31; 13,23-25; Esd 9,12);
- Expulsão das mulheres estrangeiras (Esd 9,1-10; 10,44);
- A lei foi colocada em pé de igualdade com a lei da Pérsia (Esd 7,
26).
O livro nasceu como uma denúncia a
este particularismo religioso da comunidade de Israel.
4. A cidade de Nínive

A Assíria era caminho para o mar, ligando oriente e ocidente, por isso sofreu várias invasões. Estas invasões despertaram nos ninivitas um profundo espírito de guerra. Criaram um forte exército com cavalos, carros de guerra e armas d
e fogo superiores aos povos vizinhos. Possuíam avançada técnica militar e eram cruéis. Para eles não bastava vencer; eles massacravam e torturavam os povos conquistados. Eles destruíam e queimavam as cidades, esfolavam os guerreiros em pedras, cortavam orelhas, órgãos genitais e narizes para servir de exemplo para intimidar os povos conquistados.
A Assíria começou a ter importância política a partir do século VIII a.C. e Nínive foi escolhida por Senaquerib para sua capital (2Rs 19,36; Is 37,37). Nínive se tornou, para o povo bíblico, símbolo da violência e maldade, pois em 722 a.C. sob Sargão II, devastou o reino do norte (Israel) e obrigou a Judeia a pagar tributos na época do rei Manassés (6
98 – 643 a.C.). Naum (1-3) e Sofonias (2,13-15) profetizaram contra ela.
A Assíria se tornou o povo inimigo por excelência, afinal como não seria? Destruiu o reino do Norte e dominou Judá por quase um séulo. Na campanha militar contra o Egito, o exército passou pela Judeia, saqueando Tebas e dominando-a por um período (671-650).
O império enfraqueceu em 631 a.C., pois os povos conquistados provocaram várias revoltas. Em 612 Nabopolazar, reis dos caldeus, junto com os medos, destruíram Ninive e iniciaram o 2º império babilônico. Portanto, na época de escrita do livro de Jonas, Nínive já não ex
istia.
Para o escritor do livro, Nínive é símbolo dos estrangeiros imperialistas que dominavam pela força. De modo mais amplo representavam os povos pagãos que tinham contato com os judeus. A sagrada escritura acusa Nínive de:
a) Conspiração contra Deus (Na 1,9);
b) Exploração dos desamparados (Na 2,12);
c) Crueldade na guerra (Na 2,12.13);
d) Idolatria, prostituição e feitiçaria (Na 3,4).
Aceitar que esse povo era objeto do amor de Deus era um
entrave para os judeus. Afinal como Deus pode amar o inimigo que os oprime? Parece que eles se esqueceram de sua vocação original: ser bênção para todos os povos (Gn 12,3; 18,18; 22,18; 26,04; 28,14; Eclo 44,21). As comunidades do interior de Judá viviam essa experiência de acolhida, pois era fiel à tradição de Abraão.
5. A mensagem do livro
A restauração pós-exílica e a reforma de Esdras e Neemias tinham levado aos limites extremos, a separação e ódio, quase sagrado, aos inimigos, particularmente aos edonitas, aos samaritanos e a todos que não pertenciam à raça santa. Os judeus aguardavam, com paciência, a concretização das profecias contra os povos pagãos, feita pe
los profetas anteriores. O atraso no cumprimento das profecias suscitava sentimentos desde o escândalo à exacerbação do sentimento nacionalista.
A mensagem do livro de Jonas é uma reação diante desse particularismo estreito e diante de uma aceitação ruim e justiceira de Deus. Nesse sentido, a escolha de Nínive não é casual. Quando o livro de Jonas foi escrito, Nínive já pertencia ao passado; porém, a lembrança da grande cid
ade, cruel e opressora, ficara na memória de todos como símbolo do mais rígido imperialismo e da mais cruel hostilidade contra o povo de Deus. A grandeza da mensagem do livro de Jonas é que também Nínive é objeto do amor e da misericórdia do Senhor.

Dois são, portanto, os aspectos da mensagem do livro: a possibilidade da conversão dos inimigos opressores e a aceitação, por parte de Israel, de que Deus seja misericordioso com eles. Os dois aspectos são especialmente importantes; porém muito difíceis de ser aceitos por um Israel habituado ao aniquilamento do opressor como único caminho de saída. Uma mensagem mais difícil ainda de aceitar, se levarmos
em conta que o livro de Jonas, distanciando-se de outros textos universalistas veterotestamentários, não concebe a conversão de povos pagãos passando pela incorporação ao povo da aliança, mas simplesmente por meio de uma mudança de conduta desde a situação religiosa em que se encontram. A mensagem é tão cheia de imprevistos, que não é estranho ver refletida no recalcitrante Jonas a atitude reticente de um povo que, desde sua consciência de escolha, tenta limitar o amor misericordioso do Senhor.

Uma releitura de Jonas nos evangelhos mostra que Jesus acolhe a mensagem de Jonas nas parábolas do filho pródigo e dos trabalhadores da vinha. A reação do filho mais velho e dos trabalhadores da primeira hora se parece muito com a reação de Jonas. Nos três casos, trata-se de uma reação mesquinha, própria de contextos puritanos e exclusivistas. Exatamente como o filho pródigo e os trabalhadores da última hora, Nínive, cidade estrangeira, pagã e inimiga, simboliza os pecadores e os discriminados. Também a eles é preciso anunciar a conversão para que Deus lhes perdoe. A parábola de Jonas é a parábola do Deus cheio de amor e misericórdia, que não despreza nada do que criou.
Entendemos esta mensagem à medida que observamos Jonas, profeta insensível, vingativo, nacionalista e soberbo, que prende sua fé no peito, enquanto Deus procura fazer com que ele a compartilhe de acordo com seu plano mais amplo de redenção. Jonas, ao lutar contra os procedimentos divinos, às vezes nos lembra o mesquinho irmão mais velho do pródigo. E como o pai, perdoador e alegre, o Senhor insiste para que Jonas abandone a planta murcha e a barraca queimada pelo sol e vá compartilhar da alegria da cidade perdoada. Jonas nos recorda ainda o servo mau que foi perdoado, mas se fechou ao perdão. Quase ouvimos Deus dizer para Jonas como disse para aquele homem malvado: “Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão [...] como também tive misericórdia de ti?” (Mt 18,32-33).
6. Milagres no livro de Jonas
1. Tempestade violenta 1,4;
2. O peixe que engole Jonas 1,17;
3. A libertação de Jonas 2,10
4. Nascimento de uma planta 4,6;
5. O verme que rói a planta 4.7;
6. O vento do oriente 4,8

Estes milagres são o testemunho de que Deus coloca as forças da natureza em ação para realizar seu plano de salvação. O amor de Deus por cada pessoa é tão grande que ele seria capaz de mover céu e terra para salvar uma alma apenas.
Conclusão
“Deus poupou os marinheiros quando pediram misericórdia. Deus salvou Jonas quando orou de dentro do peixe. Deus salvou o povo de Nínive quando respondeu à pregação de Jonas. Deus responde à oração daqueles que o buscam. Ele sempre fará a sua vontade, e deseja que todos venham a ele, confiem nele e sejam salvos. Podemos ser salvos se dermos a devida atenção às advertências que recebemos através de sua palavra. Deus agirá conforme a sua graça se respondermos com obediência, e conceder-nos-á a sua misericórdia e não o seu castigo”.


“Venham ter comigo todos os que andam cansados e oprimidos e eu lhes darei descanso. Aceitem o meu jugo e aprendam comigo, que sou manso e humilde de coração. Assim o coração de vocês encontrará descanso, pois o meu jugo é agradável e os meus fardos são leves” (Mt 11,28-30).

Anterior Proxima Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...