Adoração culto a Deus

A adoração ou culto a Deus é uma atividade muito salutar para o crescimento na vida cristã. Adoração é a prática em que os cristãos, sozinhos ou em grupo, buscam a Deus, tributam-lhe honra, glória e louvor, e expressam ações de graças por todas as Suas dádivas e bênçãos. A adoração é feita através de cânticos, orações, leitura e pregação da Palavra de Deus, ofertas e outras expressões de amor e gratidão que os cristãos, juntos oferecem a Deus. Na leitura bíblica e na pregação somos lembrados da fidelidade de Deus e somos atraídos a um relacionamento mais íntimo com o Senhor, pela obediência. Devemos aproveitar o máximo o tempo que passamos juntos perante o Senhor em adoração.
I - Por que devemos adorar?
Leia os textos recomendados e responda com as suas palavras o que for pedido:

1. Por que devemos adorar a Deus?

"Venham todos, e louvemos ao Deus Eterno! Cantemos com alegria à rocha que nos salva. Vamos
comparecer diante dele com ações de graças, cantando alegres hinos de louvor. Pois o Eterno é Deus poderoso; é Rei poderoso acima de todos os deuses. Ele reina sobre o mundo inteiro, desde as cavernas mais profundas até os montes mais altos. O Eterno reina sobre o mar, que ele fez, e também sobre a terra, que ele mesmo formou. Venham, fiquemos de joelhos e adoremos o Eterno. Vamos nos ajoelhar diante do nosso Criador. Ele é o nosso Deus; nós somos o povo que ele guia, somos o rebanho do qual ele cuida. Escutem hoje o que ele nos diz: "Não sejam teimosos, como os seus antepassados foram em Meribá, quando estavam em Massá, no deserto. Ali eles me puseram à prova e me desafiaram, embora tivessem visto o que eu havia feito por eles. Durante quarenta anos, aquele povo me irritou. Então eu disse: Que gente de coração perverso! Eles não querem obedecer aos meus mandamentos! Fiquei irado e fiz este juramento: Vocês nunca entrarão naTerra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso"(Salmo 95).

2. Qual era a motivação do salmista para a adoração?

"Como eu amo o teu Templo, ó Deus Todo-Poderoso! Como eu gostaria de estar ali! Tenho saudade dos pátios do Templo do Deus Eterno. Com todo o meu ser, canto com alegria ao Deus vivo"(Salmo 84.1,2).

3. Este salmo é um cântico. O que levou Davi a escrevê-lo, especificamente?

"Ó Deus Eterno, eu te agradeço com todo o coração; diante de todos os deuses eu canto hinos de louvor a ti. Por causa do teu amor e da tua fidelidade, eu me ajoelho virado para o teu santo Templo e dou graças a ti. Pois tens mostrado que o teu nome e as tuas promessas estão acima de tudo. Quando te chamei, tu me respondeste e, com o teu poder, aumentaste as minhas forças. Ó Deus Eterno, todos os reis da terra te louvarão quando ouvirem falar das tuas promessas. Eles cantarão a respeito das coisas que tu, ó Eterno, tens feito, pois grande é a tua glória. Tu estás lá nas alturas, mas assim mesmo te interessas pelos humildes, e os orgulhosos não podem se esconder de ti. Quando estou cercado de perigos, tu me dás segurança. A tua força me protege do ódio dos meus inimigos; tu me salvas pelo
teu poder. Tu cumprirás tudo o que me prometeste. O teu amor dura para sempre, ó Deus Eterno. Não abandones o trabalho que começaste"(Salmo 138).

4. Qual a razão apresentada para se louvar ao Senhor?

"Louvem ao Deus Eterno. É bom cantar louvores ao nosso Deus; é agradável e certo louvá-lo"(Salmo 147.1).

II - Partes da adoração ou culto
Além da adoração e do louvor há outras partes importantes do culto que se presta a Deus.

Vejamos:

1. A oração é uma parte normal do culto de adoração da igreja local. Através

dela nós podemos proferir expressões de adoração, louvor e de ações de graças; podemos contar a Deus as nossas necessidades e também intercedermos por outras pessoas, causas e instituições. "Então, ali em frente de todo o povo, o rei Davi louvou ao Deus Eterno. Ele disse: Ó Eterno, Deus do nosso antepassado Jacó, bendito sejas para sempre! Tu és grande e poderoso, glorioso, esplêndido e majestoso. Tudo o que existe no céu e na terra pertence a ti; tu és o Rei, o supremo governador de tudo. Toda a riqueza e prosperidade vêm de ti; tu governas todas as coisas com o teu poder e a tua força e podes tornar grande e forte qualquer pessoa. Agora, nosso Deus, nós te agradecemos e louvamos o teu nome glorioso. No entanto, o meu povo e eu não podemos, de fato, te dar nada, pois tudo vem de ti, e nós somente devolvemos o que já era teu. Tu sabes, ó Deus Eterno, que tanto os nossos antepassados como nós passamos pela vida como estrangeiros, como pessoas que estão de passagem. 

Os nossos dias são como uma sombra que passa, e não podemos escapar da morte. Ó Eterno, nosso Deus, nós trouxemos toda esta riqueza a fim de construir um templo para honrar o teu santo nome, mas tudo isso veio de ti, e tudo é teu. Eu sei que tu pões à prova os corações e amas as pessoas corretas. Com honestidade e sinceridade, eu te dei de livre vontade tudo isso e vejo com alegria que o teu povo, que está reunido aqui, trouxe de boa vontade ofertas a ti. 

Ó Eterno, Deus dos nossos antepassados Abraão, Isaque e Jacó, conserva para sempre no coração do teu povo esta disposição e este pensamento e guarda-o fiel a ti. Dá ao meu filho Salomão o desejo de obedecer com todo o coração a todos os teus mandamentos e ordens e a vontade de construir o Templo para o qual fiz estes preparativos. Então Davi disse a todo o povo: Louvem o Eterno, o nosso Deus! E todo o povo louvou o Eterno, o Deus dos seus antepassados; todos se ajoelharam e encostaram o rosto no chão, adorando a Deus e prestando homenagem ao rei"(1 Crônicas 29.10-20).
a) Como descreveria a primeira parte da oração de Davi?(versos 10-13 )
b) Nos versos 14 e15 qual é a atitude de Davi, no culto, demonstrada nesta parte de
sua oração?
c) O que Davi diz acerca do seu relacionamento com Deus e de seu povo para com
Deus?
d) O que Davi pede especificamente a favor do povo no verso 18?

2. No centro do culto de adoração está a leitura e proclamação da Palavra de

Deus. É quando ouvimos o que Deus tem a nos dizer para confortar, animar, avisar, exortar ou ensinar, corrigir Devemos estar atentos, com a mente e o coração abertos para acatarmos a Sua Palavra e nos dispormos a obedecia. "Já no sétimo mês, todo o povo de Israel estava morando nas suas cidades. No dia primeiro desse mês, todos se reuniram em Jerusalém, na praça em frente ao Portão das Águas. Então pediram a Esdras, o sacerdote e mestre da lei, que trouxesse o Livro da Lei que o Deus Eterno tinha dado ao povo de Israel por meio de Moisés. Esdras levou o livro para o lugar onde o povo estava reunido: os homens, as mulheres e as crianças que já tinham idade para entender. E ali, na praça em frente ao portão, Esdras leu a lei para o povo, desde o nascer do sol até o meio-dia. E todos ouviram com atenção. Esdras estava de pé num estrado de madeira que havia sido feito para aquela ocasião. À direita de Esdras estavam de pé os seguintes homens: Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias. E de pé à sua esquerda estavam: Pedaías, Misael, Malquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulã. Esdras ficou ali no estrado acima do povo, e todos olhavam para ele. Quando abriu o livro, todos se levantaram, e Esdras disse: Louvem o Eterno, o grande Deus! Todo o povo levantou os braços e respondeu: Amém! Amém! Aí se ajoelharam e, com o rosto encostado na terra, adoraram ao Deus Eterno. Depois se levantaram e ficaram nos seus lugares. Então os levitas explicaram a lei para o povo. Os levitas eram: Jesua, Bani, Serebias, Jamim, Acube, Sabetai, Hodias,
Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã e Pelaías. Eles iam lendo o Livro da Lei e traduzindo; e davam explicações para que o povo entendesse o que era lido. Quando ouviram a leitura da lei, eles ficaram tão comovidos, que começaram a chorar. Então Neemias, o governador, e Esdras, o sacerdote e mestre da lei, e os
levitas que estavam ali explicando a lei disseram a todo o povo: Este dia é sagrado para o Eterno, o nosso Deus, e por isso vocês não devem se lamentar, nem chorar. Vão agora para casa e façam uma festa. Repartam a sua comida e o seu vinho com quem não tiver nada preparado. Este dia é sagrado para o nosso Deus; portanto, não fiquem tristes. A alegria que o Deus Eterno dá fará com que vocês fiquem fortes. Os levitas foram pelo meio do povo, acalmando-os e dizendo que não ficassem tristes num dia tão santo. Então todos foram para casa, e comeram, e beberam alegremente. E o que tinham eles repartiram com os outros porque entenderam o que havia sido lido para eles"(Neemias 8.1-12).
a) Como você descreveria a atitude do Povo diante da Palavra de Deus?(versos 3,
5, 6)
b) O que era de maior importância na leitura e explicação das Escrituras ao povo?
c) Descreva o que aconteceu como resultado da pregação da Palavra?

3. A entrega dos dízimos e ofertas faz parte do culto que prestamos a Deus.

Este ato demonstra nossa gratidão e fidelidade a Deus.

a) A que Paulo está se referindo em 1 Coríntios 9.2-11?
"Mesmo que outros não me aceitem como apóstolo, vocês me aceitam! Vocês mesmos, pelo fato de estarem unidos com o Senhor, são a prova de que sou um apóstolo. Quando as pessoas me criticam, eu me defendo, dizendo assim: Será que Manual do Discípulo de Cristo - Igreja Betel Brasileiro - Pág. 20 eu não tenho o direito de receber comida e bebida pelo meu trabalho? Será que nas minhas viagens eu não tenho o direito de levar comigo uma esposa cristã, como fazem os outros apóstolos, os irmãos do Senhor Jesus e também Pedro? Ou será que Barnabé e eu somos os únicos que temos de trabalhar para nos sustentarmos? Quem já ouviu falar de algum soldado que pagou as suas próprias despesas no exército? Ou qual é o fazendeiro que não come das uvas da sua própria plantação? Ou qual é o pastor que não toma do leite do seu gado? Não pensem que eu me apóio somente nesses exemplos da vida diária, pois a Lei diz a mesma coisa. Na Lei de Moisés está escrito assim: "Não amarre a boca do boi quando ele estiver pisando o trigo." Por acaso Deus está interessado nos bois? Ou foi a nosso respeito que ele disse isso? É claro que isso está escrito em nosso favor! Tanto a pessoa que planta como a que colhe fazem o seu trabalho na esperança de receber a sua parte da colheita. Se temos semeado entre vocês a semente espiritual, será demais se recebermos de vocês alguma recompensa material?"

b) Até que ponto Deus leva a sério a questão dos dízimos e ofertas? E que
promessas temos de Deus? Malaquias 3.8-12. "Eu pergunto: "Será que alguém pode roubar a Deus?" Mas vocês têm roubado e ainda me perguntam: "Como é que estamos te roubando?" Vocês me roubam nos dízimos e nas ofertas. Todos vocês estão me roubando, e por isso eu amaldiçôo a nação toda. Eu, o Deus Todo-Poderoso, ordeno que tragam todos os seus dízimos aos depósitos do Templo, para que haja bastante comida na minha casa. Ponhamme à prova e verão que eu abrirei as janelas do céu e farei cair sobre vocês as mais ricas bênçãos. Não deixarei que os gafanhotos destruam as suas plantações, e as suas parreiras darão muitas uvas. Todos os povos dirão que vocês são felizes, pois vocês vivem numa terra boa e rica. Eu, o Deus Todo-Poderoso, falei."

4. Nossa adoração é também expressada quando participamos da Santa Ceia.

Leia 1 Coríntios 11.23-29 e responda:

"Porque eu recebi do Senhor este ensino que passei para vocês: Que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, pegou o pão e deu graças a Deus. Depois partiu o pão e disse: "Isto é o meu corpo, que é entregue em favor de vocês. Façam isto em memória de mim." Assim também, depois do jantar, ele pegou o cálice e disse: "Este cálice é a nova aliança feita por Deus com o seu povo, aliança que é garantida pelo meu sangue. Cada vez que vocês beberem deste cálice, façam isso em memória de mim." De maneira que, cada vez que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor, até que ele venha. 

Por isso aquele que comer do pão do Senhor ou beber do seu cálice de modo que ofenda a honra do Senhor estará pecando contra o corpo e o sangue do Senhor. Portanto, que cada um examine a sua consciência e então coma do pão e beba do cálice. 


Pois, a pessoa que comer do pão ou beber do cálice sem reconhecer que se trata do corpo do Senhor, estará sendo julgada ao comer e beber para o seu próprio castigo".
a) Qual a razão para a Ceia do Senhor?
b) O que o vinho e o pão simbolizam?
c) Como podemos participar da Ceia do Senhor?

Conclusão

Leia os textos abaixo e responda:

a) Quais as duas coisas que o Senhor requer daqueles que o adoram?

"Mas virá o tempo, e, de fato, já chegou, em que os verdadeiros adoradores vão adorar o Pai em espírito e em verdade. Pois são esses que o Pai quer que o adorem. Deus é Espírito, e por isso os que o adoram devem adorá-lo em espírito e em verdade".(João 4.23-24)

b) O que Deus deseja de nós interiormente?

"O que tu queres é um coração sincero; enche o meu coração com a tua sabedoria. Tira de mim o meu pecado, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. Faze-me ouvir outra vez os sons de alegria e de felicidade; e, ainda que tenhas me esmagado e quebrado, eu serei feliz de novo. Não olhes para os meus pecados e apaga todas as minhas maldades. Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me uma vontade nova e firme!"(Salmo 51.6-10).

Oração


"Senhor, quero sempre em minha vida oferece-te minha adoração pessoal e também junto com os demais irmãos . Dá-me mente pura e coração alegre para faze-lo . Por Jesus. Amém." Versículo para decorar "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor"(Salmo 122.1).

Anterior Proxima Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...